CATEDRAL DE CAMPINAS PROMOVE MAIS UM CONCERTO

No dia 20 de outubro, sábado, acontece mais um concerto na Catedral de Campinas. O Repertório musical será conduzido pelo organista  José Luís de Aquino. A Apresentação começará às 20h, dentro da Catedral Metropolitana de Campinas. Pede-se, para a participação,  uma contribuição espontânea para a manutenção da agenda de concertos.

 

Conheça o Organista:

José Luis de Aquino

Realizou seus estudos de órgão com os Professores Ângelo Camin e Gertrud Mersiovsky e de piano com Alfredo Cerquinho. Em Paris, estudou com a organista Suzanne Chaisemartin, discípula de Marcel Dupré.

Bacharel em Órgão pela Faculdade Santa Marcelina. Mestre em Música – Órgão pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Doutor em Artes pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo – ECA-USP.

Em 1981, assumiu as funções de Organista titular do Mosteiro de São Bento de São Paulo, cargo que ocupou por mais de duas décadas.

Atuou em Festivais Internacionais em diversas cidades da França, Alemanha, Áustria, Suíça, Polônia, Itália, Holanda, Espanha, Portugal, Hungria, Bélgica, Argentina, Uruguai, Chile, Israel, México e Bolívia. Na França, apresentou-se, entre outros locais, no Auditório Marcel Dupré, nas Catedrais de Chartres, Dijon e Notre-Dame de Paris. Destacam-se ainda, a Sé Patriarcal de Lisboa, a Catedral de Brugges – Bélgica, as Catedrais de Haarlem, Breda e Utrecht – Holanda, Catedrais de Oliwa e Varsóvia – Polônia. Na Alemanha, nas cidades de Munique, Brandemburgo, Freiburg, Kevelaer, Speyer, Bad Dürkheim, Mühlhausen, Darmstadt, Karlsruhe, Ludwigshafen, St.Blasien. Apresentou-se também nas Basílicas de Santa Maria Maggiore, São Paulo e São Pedro do Vaticano, na Catedral de Toledo, Madri, Reus – Espanha, Catedrais de Pompéia, Commo, Stresa -Itália, Basílica da Dormição em Jerusalém, Catedrais de Morelia e Guadalajara – México, entre outros centros internacionais de música organística.

Por 15 anos, foi docente do Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista (UNESP).

Desde 2002 é Professor Doutor do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP).

Em 1986, foi contemplado com o Prêmio “Revelação”, outorgado pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Idealizador do “Festival Internacional São Bento de Órgão”, coordenou suas cinco primeiras edições. Ainda no ano de sua criação (1994), recebeu da APCA o “Grande Prêmio da Crítica”.

Em 1998, recebeu da Secretaria do Estado da Cultura de São Paulo o “Prêmio Carlos Gomes”, como melhor solista instrumental.

Gravou em 1991, no Mosteiro de São Bento de São Paulo, o CD intitulado “Passacaglia e Fuga”, com obras de Bach, Liszt, Camin e Reger. Em sua discografia constam trabalhos com coros, além de gravações de recitais ao vivo, tanto no Brasil como no exterior.

Em 2010 lançou pelo selo Paulinas-Comep o CD “José Luís de Aquino interpreta Fúrio Franceschini” gravado na Basílica do Santíssimo Sacramento em Buenos Aires e no Mosteiro de São Bento de São Paulo.

De 1996 a 2002, apresentou na Rádio Cultura FM de São Paulo, o programa “Toccata”, dedicado ao repertório organístico; apresentou também o programa “Escrita Musical e Improvisação” na Rádio USP FM ao longo de cinco anos.

Fez parte da Comissão de Música da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *